Segunda-feira, agosto 15, 2022

Três estudantes do CEM Gurupi são premiados na Olimpíada Tocantinense de Química

O resultado de um trabalho articulado e de metodologias criativas desenvolvidas pelo professor Getúlio Dutra proporcionou ao Centro de Ensino Médio de Gurupi três medalhas de bronze na Olimpíada Tocantinense de Química. Na edição 2019, foram premiados a estudante Ana Luíza Pereira Bezerra, Victor Matheus Alves de Souza e Licélia Fabricio Gonçalves.

O professor Getúlio, que tem 37 anos de experiência na educação, explicou que o sucesso no ensino e na aprendizagem acontece porque consegue transformar os conteúdos de química em algo dinâmico e de fácil compreensão. “Com a experiência, aprendi a deixar os conteúdos de química mais fáceis. Os alunos aprendem brincando. Percebemos que alguns estudantes têm mais habilidades para compreender os conteúdos e, aí, incentivamos a participarem da olimpíada”.

Getúlio comemorou com os estudantes o resultado. “Trouxemos eles para participarem em Palmas da solenidade de entrega de medalhas e de certificados para que eles percebam a importância da dedicação aos estudos e que tenham contatos com outros estudantes que foram premiados”, esclareceu.

O estudante Victor Matheus, 17 anos, disse que ficou muito feliz com a medalha. “Representa o resultado do esforço dos nossos estudos. É uma gratificação e um grande privilégio”, frisou. Ele também obteve medalha de bronze na Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas.

O diretor da escola, João Rosado Diniz Filho, ressaltou que o resultado que a escola alcançou neste final de ano é fruto do trabalho dos professores. “Estamos satisfeitos com essas conquistas. Contamos com uma equipe de excelentes professores”, destacou.

Entrega de medalhas

A Coordenação Estadual do Programa Nacional da Olimpíada de Química promoveu um encontro para a entrega de medalhas e certificados aos estudantes que se destacaram nas olimpíadas edição 2019. O coordenador estadual, professor José Expedito Cavalcante da Silva, destacou o aumento do número de estudantes tocantinenses participantes da Olimpíada de Química. A solenidade foi realizada no auditório do Cuica, na Universidade Federal do Tocantins, na semana passada.

“Queremos uma maior participação das escolas públicas. Acreditamos que não há outro caminho para melhorar a sociedade, senão o conhecimento da ciência e da tecnologia”, ressaltou José Expedito.

A professora Lêda Maria Tomazi Fagundes, gerente de Gestão Escolar da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes, destacou que, neste ano, foram 14 estudantes de escolas estaduais que receberam premiações na Olimpíada de Química ou na Olimpíada Nacional de Ciências. “Os estudantes podem até gostar de química, mas eles precisam de alguém para incentivar a sua participação nas olimpíadas científicas, informar sobre as inscrições e viabilizar os estudos dos materiais específicos. E são conteúdos que estão na Base Nacional Comum Curricular”, ressaltou.

- Publicidade -- Publicidade -
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

POPULARES