Segunda-feira, agosto 15, 2022

Saúde do idoso: boas notícias pela frente

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está lançando um pacote de ferramentas, incluindo um aplicativo digital, para ajudar os assistentes sociais e de saúde a oferecer melhores cuidados aos idosos.

Isso é muito importante, por várias razões.

A população idosa do mundo está crescendo muito, em alta e rápida progressão. Os avanços da medicina preventiva e curativa estão permitindo que as pessoas cheguem facilmente, com saúde e qualidade de vida, aos 80 anos. E daí para mais.

Para se ter uma ideia, a OMS estima que até 2050 uma em cinco pessoas no mundo terá mais de 60 anos. Mais que isso: projeta-se que o número de pessoas com mais de 80 anos triplique de 143 milhões em 2019 para 426 milhões em 2050.

Por outro lado, a taxa global de fertilidade caiu de 3,2 nascimentos por mulher, em 1990, para 2,5 em 2019. Em 2050, projeta-se uma queda maior ainda, devendo chegar a 2,2 nascimentos por mulher.

Isso significa que o mundo será mais “idoso” e por isso deverá ver mudanças em vários setores que envolverão arquitetura de edificações, acessibilidade, compreensão de códigos e tecnologias, uma vez que, embora cada pessoa idosa seja diferente e tenha suas próprias e únicas especificidades e individualidades, a capacidade física e mental tende a diminuir em todos, com o aumento da idade.

O aplicativo digital interativo e inovador lançado pela OMS é conhecido como WHO ICOPE Handbook App.

Sua principal função é fornecer orientações práticas para os agentes sociais e de saúde para tratar de condições prioritárias, incluindo limitações de mobilidade, desnutrição, perda de visão e audição, declínio cognitivo, sintomas depressivos, facilitando a assistência e o suporte social.

Esse aplicativo deve acelerar o treinamento dos agentes sociais e de saúde para atender melhor, com mais precisão e rapidez às diversas necessidades dos idosos, garantindo sua melhor qualidade de vida e saúde.

Um dos grandes e mais importantes objetivos do aplicativo é permitir que os idosos continuem fazendo as coisas que valorizam, fortalecendo sua individualidade, mantendo-os mais ativos e evitando, consequentemente, seu isolamento social e dependência de cuidados.

Estamos, cada um de nós, envelhecendo a cada dia e com a perspectiva de vivermos muito mais tempo que nossos antepassados. A OMS já está se preparando para isso. É bom cada um começar também, desde já, independentemente da idade. A melhor forma é, sem dúvida, preservar sua saúde com cuidados básicos e, claro, informação de qualidade.

- Publicidade -- Publicidade -
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

POPULARES