Segunda-feira, agosto 15, 2022

Povo toma as ruas, invade Congresso, Supremo, Governo e toque de recolher é decretado no Equador

As invasões e manifestações começaram por causa do absurdo aumento dos combustíveis mas acabou se ampliando para uma espécie de revolta geral incontrolável tornando o País ingonvernável sob a tutela do esquerdista Lenín Moreno.

Há uma reunião de tentativa de conciliação entre governo e líderes dos manifestantes.

O presidente de esquerda do Equador, Lenín Moreno, decretou neste sábado (12.out.2019) toque de recolher em todo o país. A nação latina vive o 9º dia de protestos em virtude do aumento no preço dos combustíveis e do pacote de medidas econômicas que o governo implantou para acordo com o FMI (Fundo Monetário Internacional).

Desde a semana passada, o país vive Estado de exceção. O chefe do Executivo federal equatoriano informou a determinação pelo Twitter. Segundo as Forças Armadas, foi instituída também “restrição de mobilidade” por 24 horas em “áreas sensíveis e de importância estratégica”. (COM PODER 360)

- Publicidade -- Publicidade -
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

POPULARES