Sexta-feira, agosto 19, 2022
spot_img

Por que a forma como elogiamos nossos filhos pode, sem querer, incentivá-los a mentir

Elogio ‘você é muito esperto’ pode ter efeito reverso do pretendido, segundo uma pesquisa: estimula a criança a ser desonesta.

Quando o filho pequeno de Maryam Abdullah acidentalmente quebra algum de seus brinquedos, ele costuma dizer que a culpa do pequeno acidente é de “um rato”.

Abdullah, que é psicóloga e diretora do Programa de Parentalidade do Centro da Ciência para o Bem Maior na Universidade de Berkeley (EUA), usa o exemplo caseiro para mostrar que a mentira é algo comum e natural no comportamento das crianças, desde cedo.

Nas menores, existe ainda uma dificuldade em descrever ou recordar episódios com exatidão. Logo elas descobrem que nós, adultos, também usamos a mentira para cumprir expectativas sociais (não ofender alguém, por exemplo) ou para escapar de críticas – e aprendem a repetir esse comportamento.

“A maioria delas vai mentir em algum momento”, diz Abdullah à BBC News Brasil, citando uma pesquisa da Universidade McGill (Canadá) de 2016 que aponta que “contar mentiras é um comportamento social importante, que até mesmo crianças pequenas aprendem a usar em interações sociais do dia a dia. Estudos mostram que crianças pequenas mentem para evitar que suas transgressões sejam descobertas, e isso aumenta durante os anos pré-escolares e escolares”.

Dito isso, é importante valorizar a honestidade e ensinar as crianças a não mentir: “ensinar a honestidade, mesmo quando ela tem consequências adversas, é essencial para as crianças fortalecerem seus laços com sua família, professores e amigos. (…) Honestidade é a base da confiança e algo crucial para relações saudáveis e comunidades fortes”, diz o Programa de Parentalidade de Berkeley, que tem divulgado ferramentas com fundamento científico para ajudar pais e cuidadores a cultivar habilidades socioemocionais valorosas em crianças, como compaixão, generosidade, senso de propósito e, é claro, honestidade.

Uma dessas ferramentas diz respeito a como elogiamos as crianças, e outra, a como nós mesmos lidamos com a mentira.

- Publicidade -
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

POPULARES