Domingo, agosto 14, 2022

Perfil de suspeito de ataque ao Porta dos Fundos tem zouk, agressão a secretário e 12 passagens na polícia

O Fantástico deste domingo (5) traçou um perfil de Eduardo Fauzi, o suspeito identificado pela polícia do Rio como participante do ataque à produtora do canal Porta dos Fundos no dia 24 de dezembro. A vida pregressa do empresário inclui 12 passagens na polícia – uma com condenação – e habilidade em dança.

Esta semana, a TV Globo revelou que Fauzi embarcou para a Rússia, onde tem uma namorada, no dia 29 de dezembro.

Fauzi é bem conhecido nos bailes de zouk, uma dança de salão de origem caribenha que se espalhou pelo mundo. Nas redes sociais, aparece em fotos e vídeos dançando em vários países.

Fauzi costuma viajar para participar de eventos de zouk — Foto: Reprodução

Fauzi costuma viajar para participar de eventos de zouk — Foto: Reprodução

Entre os amigos, ele gosta de ser chamado de “o rei do mambo” e costuma andar sempre em grupo. “Ele tem um grupo específico. Vai geralmente para as festas com esse grupo, socializa com esse grupo e vai embora com esse grupo”, disse uma frequentadora de eventos de zouk.

Eduardo Fauzi Richard Cerquise tem 41 anos, é formado em economia pela UFRJ e atualmente é considerado foragido da Justiça.

“É uma pessoa com o perfil agressivo, violento. Uma pessoa perigosa”, disse o delegado Marco Aurélio de Paula Ribeiro, que investiga o ataque à produtora.

A dançarina de zouk, que prefere não se identificar, disse ao Fantástico que hoje Eduardo não é muito bem visto entre os frequentadores dos bailes do estilo musical, por ter comportamentos homofóbicos.

“Já tiveram algumas afirmações do tipo: ‘Ah, o zouk tá virando um gueto gay, eu nunca vou me esfregar em outro homem’. Esse tipo de afirmação que ele fazia nas redes sociais”, disse ela.

Fauzi foi identificado como um dos cinco criminosos que atacaram com coquetéis molotov a sede da produtora do canal Porta dos Fundos no Rio de Janeiro.

A produtora tem sido criticada nas redes sociais por vários grupos cristãos pela maneira como retratou Jesus no especial de natal de 2019, um programa de humor, exibido na Netflix. O filme insinua que Jesus teve uma experiência homossexual após passar 40 dias no deserto.

Fauzi é filiado ao PSL desde 3 de outubro de 2001. A produção da TV Globo entrou em contato com o partido, mas não obteve retorno.

Fogo quase atingiu funcionário do Porta dos Fundos — Foto: Reprodução

Fogo quase atingiu funcionário do Porta dos Fundos — Foto: Reprodução

Durante o ataque, Fauzi era o único suspeito que chega a deixar o rosto descoberto. Cinco dias depois, ele foi identificado pela polícia e teve a prisão decretada. Mas já era tarde. Ele já havia saído do Brasil em direção à Rússia. Uma fuga premeditada, como ele afirmou em uma entrevista ao site do projeto Colabora.

“Achavam que fui muito estúpido para não cobrir o rosto e não alterar a voz, mas fui conectado o suficiente pra ser avisado do mandado de prisão a tempo de viajar pra fora do país”, disse Fauzi.

Eduardo Fauzi tem uma vasta ficha criminal: doze passagens pela polícia. É investigado pela prática de crimes como ameaça, lesão corporal e formação de quadrilha. Em 2013, foi acusado de manter um estacionamento irregular no Centro do Rio de Janeiro. E mostrou seu temperamento agressivo durante uma fiscalização da prefeitura,ao agredir pelas costas o então secretário municipal da ordem pública do rio, Alex Costa, enquanto ele dava uma entrevista.

“No momento eu fiquei ali sem visão, sem audição”, lembra Alex. “Eu não tava esperando aquilo. Foi um soco por trás, então foi um ato covarde da parte do sujeito”, acrescentou.

Na época, Eduardo Fauzi fez questão de mostrar que não tinha se arrependido. “Foi a tapa (sic) mais bem dada que eu já pude dar na minha vida”, disse ele.

- Publicidade -- Publicidade -
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

POPULARES