Segunda-feira, agosto 15, 2022

O Brasil tem pressa e a economia tem que decolar, diz Bolsonaro

Segundo ele, é preciso desburocratizar, desregulamentar e abrir o mercado

Temos que decolar na economia. Não adianta você ter boas pessoas ao teu lado se a economia não funciona”. A afirmação foi feita nesta quinta-feira pelo presidente Jair Bolsonaro, em Tóquio, um dia depois de indicar que quem acha que o país cresce pouco não entende de economia.

– O Brasil tem pressa – disse.

Durante a viagem ao Japão, segundo um membro da delegação, Bolsonaro ligou muito para o ministro da Economia, Paulo Guedes, mas não falou sobre o que conversaram. Na quarta-feira, perguntado sobre eventuais medidas para dar mais ânimo à economia, respondeu que isso era com o ”Posto Ipiranga”, em referência a Guedes.

Previdência : Bolsonaro comemora aprovação da reforma e diz que não articulou

Perguntado sobre quando o país irá realmente decolar, o presidente respondeu que isso passa por “desburocratizar, desregulamentar, abrir o mercado”.

E acrescentou:

– Também passa por ”privatizar muito,  porque alguns falam que estamos dilapidando o patrimônio. Mas o patrimônio até o ano passado estava sendo dilapidado, roubado, conseguiram quase quebrar a Petrobras.

Perguntado se acreditava que a expansão do PIB pode dobrar no ano que vem, a partir de quase 1% neste ano, o presidente citou limites para a expansão:

Entenda: Em sete pontos, como a reforma da Previdência vai mudar as regras de aposentadoria

– Quando aumenta muito  o PIB tem que ter energia para segurar essa onda. E o que tenho falado com o Almirante Bento é sobre a geração de energia. 

Bolsonaro disse ainda que pretende ir à Flórida, em novembro, para uma reunião com empresários americanos e brasileiros para atrair investimento para o país.

Em seu giro pela Ásia, ele disse acreditar que poderá atrair investimentos para o Brasil.

Viu isso? Japoneses têm interesse em investir em minérios raros no Brasil, como o nióbio

– Se estão nos tratando de forma bastante simpática, é sinal de que estamos recuperando a confiança. Eles querem investir. Os países da OPEP sabem que há substituição da fonte de energia – disse.

Bolsonaro acha que a aprovação da reforma da Previdência ajuda em sua viagem. Em Osaka, no meio do ano, na reunião do G-20, houve o anúncio de conclusão do acordo de livre comércio Mercosul-União Europeia.

– Talvez meu nome não seja Messias por acaso, A sorte ajuda a quem trabalha – disse.

Telefonia móvel : 5G não está ‘no radar’, diz Bolsonaro às vésperas da visita à China

O presidente afirmou ainda ter ouvido promessas de investimentos por parte de empresários japoneses.

 Segundo ele,  no dia 2 de novembro vai receber uma moto Honda 750 que comprou para passear por Brasília. Como não tinha a cor que queria, azul, “mandaram fazer”.

- Publicidade -- Publicidade -
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

POPULARES