Quarta-feira, agosto 10, 2022

MEC quer programa de alfabetização apoiado na ciência, mas sem impor método

O Ministério da Educação (MEC) deve lançar nas próximas semanas o Programa de Alfabetização Escolar, considerado por membros da pasta como seu projeto mais ambicioso até agora.

 

Em uma entrevista exclusiva, o secretário de Alfabetização do MEC, Carlos Nadalim, adiantou algumas características desse projeto. Afirmou que se trata de um programa com “várias ações” e “bastante robusto”, que dará “uma formação muito prática”, para que os professores compreendam “as estratégias mais eficazes para que as crianças aprendam a ler e a escrever”.

Nadalim considera o Programa de Alfabetização Escolar o ponto alto da Política Nacional de Alfabetização (PNA), que o MEC lançou por decreto em abril do ano passado. Ele ressalta que nem todas as escolas precisarão aderir ao programa – a adesão será voluntária.Na entrevista, o secretário foi assessorado por diretores que cuidam dos pormenores da elaboração do programa.

Segundo Fábio Gomes, chefe da Diretoria de Alfabetização Baseada em Evidência da secretaria, o Programa de Alfabetização Escolar que será anunciado é o “mais arrojado, ousado e completo” de toda a história do MEC. O foco, segundo ele, será na formação de professores, em apoio pedagógico e em valorização dos profissionais de educação, incluindo gestores educacionais.

A secretaria já está buscando parcerias com redes educacionais para o desenvolvimento do programa, mas ainda não pode anunciar a data de lançamento – confirma apenas que será “no início deste ano”. No fim do ano passado, a previsão era de que o programa seria lançado em janeiro.

- Publicidade -- Publicidade -
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

POPULARES