Homicídio foi solucionado pela 1ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa de Palmas – Foto: SSP/Governo do Tocantins

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 1ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (1ª DHPP), de Palmas, efetuou na manhã desta quarta-feira, 21, às 10 horas, a prisão temporária de um homem de 20 anos, que foi identificado como autor do homicídio que vitimou um jovem 20 anos, fato ocorrido na Praia da Graciosa no dia 14 de julho de 2019.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Luciana Coelho Midlej, as investigações da unidade especializada apontaram que, no dia dos fatos, muitos jovens se reuniram na Praia da Graciosa, local onde confraternizavam, ouvindo músicas e ingerindo bebidas alcoólicas. Por volta das 5h30, a vítima foi confundida como integrante de uma facção criminosa e, por esse motivo, foi morta com quatro disparos de arma de fogo pelo integrante de uma facção rival.

Após intenso trabalho investigativo, as equipes da 1ª DHPP conseguiram identificar o autor dos disparos. Sendo assim, a autoridade policial representou ao Poder Judiciário pela prisão temporária do indivíduo, a qual foi deferida e comprida na data de hoje. Ainda segundo a delegada, o crime ocorreu em meio a uma multidão de jovens, o que dificultou a identificação do autor.

As investigações da Polícia Civil também apuraram que a motivação do crime foi banal, uma vez que a vítima não integrava facção criminosa e não possuía antecedentes criminais, não havendo nenhuma rivalidade entre a vítima e o autor dos disparos. O suspeito, que já possui passagens pela polícia por atos infracionais de homicídio e tráfico de droga, quando era menor de idade, está recolhido na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.