Entrou em vigor nesta quinta-feira (22) o primeiro – e até o momento único – tratado ambiental que defende os direitos humanos dos ambientalistas. Chamado de Acordo de Escazú, o pacto foi firmado entre países da América Latina e do Caribe. O Brasil não aderiu ao compromisso.

A América Latina é uma regiões mais perigosas para as pessoas que trabalham em defesa dos direitos ambientais. A região concentra 60% de todos os assassinatos contra ambientalistas registrados no mundo.

O acordo tem como objetivo proteger o meio ambiente e a saúde das pessoas, principalmente dos povos indígenas. O pacto também visa promover a participação pública, o acesso à informação e a justiça em questões ambientais.

Fonte: G1

Foto: Reuters/Adriano Machado