O Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) vem retomando, de forma gradual e cuidadosa em virtude da pandemia, as ações de campo do convênio Oportunidade. Nesta semana, de 21 a 25, técnicos do Ruraltins de Palmas se reúnem com os extensionistas das regionais de Araguatins e Araguaína para alinhamento das atividades e ainda visita a propriedades onde são desenvolvidas as cadeias produtivas da avicultura e piscicultura, foco desta ação voltada para a agricultura familiar.

O convênio, fruto de parceria entre o Governo do Tocantins e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), foi prorrogado e terá prazo de execução até junho de 2022. Com a sua reativação, esse encontro visa promover um ajuste do número de famílias acompanhadas por cada regional para atingir a meta do convênio; levantar elementos para planejar a formação de técnicos nas cadeias produtivas da avicultura e piscicultura; e visitar experiências dessas duas cadeias produtivas.

“As reuniões são realizadas com os extensionistas que já atendem produtores dessas duas cadeias produtivas, complementadas com as visitas a propriedades com experiências em criação de aves e peixes, e que são acompanhadas por técnicos ligados ao convênio”, explicou o gerente de Assistência Técnica e Extensão Rural, José Carlos Moraes.

Na regional de Araguatins, a equipe visitou a Chácara Bom Sossego, do Projeto de Assentamento (PA) Sossego, onde o produtor Heraldo Melo do Nascimento desenvolve a criação de peixe com assistência técnica do extensionista José Jean Torquarto.

Ainda nesta semana, a equipe segue com os encontros técnicos na regional de Araguaína, e já tem programado para os dias 6 e 8 de outubro reuniões com as regionais de Taguatinga e Gurupi, respectivamente. A ação já ocorreu nas regionais de Paraíso do Tocantins, Miracema e Porto Nacional.

Sobre o Convênio

Executado em todas as regiões do Estado pelo Ruraltins, o convênio Oportunidade tem por finalidade fortalecer os serviços de assistência técnica e extensão rural, no sentido de garantir, ao agricultor familiar, melhorias na gestão da sua propriedade, favorecendo maior geração de renda e melhoria na qualidade de vida da sua família.

No Tocantins, 800 famílias de agricultores, com renda de zero a quatro salários mínimos, estão sendo beneficiadas pela assistência técnica e extensão rural com as ações do convênio. Já os investimentos para os trabalhos de assistência técnica somam R$ 3,057 milhões, viabilizando assim os atendimentos por meio de oficinas, visitas de campo, bem como a aplicação de instrumentos e coleta de informações sobre as atividades que estão sendo acompanhadas, possibilitando assim a identificação das cadeias produtivas prioritárias na propriedade.

Os produtores serão assistidos pelas sete regionais do órgão rural, com a seguinte distribuição: Araguatins, com 128 agricultores familiares; Paraíso do Tocantins, com 100; Taguatinga, com 100; Miracema, com 108; Araguaína, com 100; Porto Nacional, com 124; e Gurupi, com 140.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui