Cerca de 8 mil escolas se inscreveram na edição 2020 do Prêmio Gestão Escolar. São 5.212 escolas estaduais e 2.773 escolas municipais, um recorde de inscritos, apesar da pandemia do novo Coronavírus, que suspendeu as aulas presenciais em todo o país.

Do total de 7.985 inscritos neste ano, 5.984 finalizaram o cadastro, preenchendo todos os requisitos de validação, e passaram para a próxima etapa de seleção, que vai escolher a Escola Referência Estadual. Na última edição, em 2017, foram 4.119 inscrições validadas, contra 3.657 da edição 2015, e 5.264 da edição 2013.

No Tocantins, das 532 escolas municipais e estaduais que iniciaram inscrição, 481 finalizaram o relatório de experiências necessário para concluir o cadastro e concorrem ao título de Escola Referência.

A secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes do Estado do Tocantins, e coordenadora nacional do PGE, Adriana Aguiar, comemorou os números. “Essa é a constatação de que as escolas não ficaram paradas, ao buscar soluções criativas para manter o processo de ensino e aprendizagem, mesmo acontecendo de forma remota”, comentou.

As escolas vencedoras da categoria Referência Estadual serão conhecidas no dia 1º de novembro. Das 27 selecionadas, cinco (uma por região) irão para a final no dia 10 de dezembro, quando será conhecida a Escola Referência Brasil. A edição 2020 do PGE vai reconhecer experiências que deram continuidade à aprendizagem dos estudantes durante o período da pandemia, valorizando a escola que trabalha em equipe.

O presidente da Undime, Luiz Miguel Garcia, Dirigente Municipal de Educação de Sud Mennucci (SP), parabeniza a todos os envolvidos, sobretudo, as escolas municipais que participam dessa edição do Prêmio Gestão Escolar 2020. “É muito bom saber que as redes tanto estaduais quanto municipais estão se esforçando para dar continuidade ao aprendizado dos alunos mesmo neste momento de pandemia. Parabéns a todos e boa sorte!”, destaca.

Para a Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), a iniciativa representa o reconhecimento da união de esforços para superar os desafios que a situação atual impõe. “Por sugestão da OEI, pela primeira vez, o prêmio também vai contemplar o professor e a equipe escolar, considerando, além do gestor, os atores que estão na ponta do processo de ensino e aprendizagem”, afirma o diretor e chefe da representação da OEI no Brasil, Raphael Callou.

O Prêmio Gestão Escolar é uma realização de Consed, Undime e OEI Brasil. Fundação Itaú para Educação e Cultura; e Unesco são patrocinadoras da iniciativa, que conta ainda com o apoio da Bett Educar, da British Council, da Fundação Roberto Marinho, da Fundação Santillana, do Instituto Natura, do Ministério da Educação, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui