Uma das maiores empresas do país na fabricação de baús frigoríficos, a Rodosul Baús e Frigoríficos está se instalando no Tocantins. O diretor-geral da empresa, Romacir Saggin, visitou a Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Serviços na sexta-feira, 4, para conhecer os benefícios fiscais oferecidos pelo Governo do Tocantins que podem ajudar a viabilizar a implantação do empreendimento no Estado.

Segundo o diretor-geral, o Tocantins foi escolhido para receber a filial da empresa por causa da sua localização estratégica. “A nossa ideia é implantar a fábrica mais próxima dos clientes que estão no Centro e no Norte, regiões que apresentam uma grande demanda por nossos produtos em virtude da criação de gado e percebemos que o Tocantins é o melhor lugar para fazermos os investimentos”, afirmou Romacir Saggin.

O empresário estima um investimento inicial de aproximadamente R$ 2,5 milhões com a geração de até 30 empregos diretos. A fábrica será instalada no distrito Industrial de Gurupi, o terreno está recebendo terraplanagem e, segundo o empresário, ainda neste mês, a construção dos galpões deve ser iniciada. A previsão para início das operações é fevereiro de 2021. “A área é excelente e a planta é moderna, otimizada e tem tudo para ser um grande investimento”, ressaltou Romacir.

Pandemia

A matriz da empresa fica em Marau (RS), onde são fabricados em torno de 55 baús ao mês. Além disso, a empresa conta com uma filial em Maceió, que atende a região Nordeste. De acordo com o empresário, como consequência da pandemia, a empresa acabou se estabilizando através de um novo redirecionamento comercial.

“Uma medida importante que nós tivemos no período da pandemia foi o redirecionamento das vendas para a região de Goiânia, Mato Grosso, Pará e Tocantins, onde há o setor de criação de gado e transporte de carne que não foi afetado. Esta região equivale a 65% de nossa produção”, reiterou Romacir Saggin.

Incentivos fiscais

O diretor da empresa foi recebido pelo superintendente de Indústria, Comércio e Serviços, Iranilson Mota, acompanhado de técnicos da pasta. O superintendente explicou os critérios adotados pelo Governo do Tocantins para que a empresa possa ser beneficiada com os incentivos fiscais. Além disso, Iranilson Mota, também explanou sobre as potencialidades do Estado e aéreas disponíveis para novos investimentos.

O secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços e presidente da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Tom Lyra, destacou que, em um momento de grandes reflexos econômicos causados pela pandemia, o Tocantins se apresenta como um eldorado para aqueles que querem crescer e se desenvolver economicamente com o apoio do Governo do Tocantins, por meio dos incentivos fiscais. “ O governador Mauro Carlesse entende a importância destes benefícios fiscais para promover novos investimentos com a oportunidade de mais geração de emprego e renda”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui