A partir desta sexta-feira (12) o Laboratório de Saúde Pública do Tocantins (Lacen) vai priorizar a realização de testes de Covid-19 em pacientes suspeitos que estejam hospitalizados, na rede pública ou privada, e pessoas que morrerem com suspeita da doença. Os demais terão as amostras armazenadas para análise posterior. A decisão foi tomada porque o estado está sem estoque de insumos para atender todos os casos suspeitos.

Os testes realizados no Lacem são do tipo RT-PCR, que analisa amostras do paciente em busca de traços do DNA do coronavírus mesmo que o corpo ainda não tenha produzido anticorpos.

De acordo com a Secretaria de Estado Da Saúde (SES) os testes para o método RT-PCR sempre foram distribuídos pela Coordenação Geral dos Laboratórios de Saúde Pública (CGLAB), departamento do Ministério da Saúde.

Só que desde o dia 2 de junho o departamento teria comunicado sobre a descontinuidade do abastecimento dos insumos necessários, durante uma videoconferência. A SES afirma que desde então tem intensificado ações para restabelecer o abastecimento e continuar com as testagens.

O Lacen tem realizado centenas de testes todos os dias. Nesta quinta-feira (11), por exemplo, segundo o boletim epidemiológico, foram feitos 359 testes de pacientes de diversos municípios do estado.

A partir desta sexta-feira (12) o Laboratório de Saúde Pública do Tocantins (Lacen) vai priorizar a realização de testes de Covid-19 em pacientes suspeitos que estejam hospitalizados, na rede pública ou privada, e pessoas que morrerem com suspeita da doença. Os demais terão as amostras armazenadas para análise posterior. A decisão foi tomada porque o estado está sem estoque de insumos para atender todos os casos suspeitos.

Os testes realizados no Lacem são do tipo RT-PCR, que analisa amostras do paciente em busca de traços do DNA do coronavírus mesmo que o corpo ainda não tenha produzido anticorpos.

De acordo com a Secretaria de Estado Da Saúde (SES) os testes para o método RT-PCR sempre foram distribuídos pela Coordenação Geral dos Laboratórios de Saúde Pública (CGLAB), departamento do Ministério da Saúde.

Só que desde o dia 2 de junho o departamento teria comunicado sobre a descontinuidade do abastecimento dos insumos necessários, durante uma videoconferência. A SES afirma que desde então tem intensificado ações para restabelecer o abastecimento e continuar com as testagens.

O Lacen tem realizado centenas de testes todos os dias. Nesta quinta-feira (11), por exemplo, segundo o boletim epidemiológico, foram feitos 359 testes de pacientes de diversos municípios do estado. (G1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui