“O Tocantins não pode parar, nossas equipes já estão percorrendo as regiões desde março, visitando cada pequena propriedade e entregando kits de alimentos com o essencial para esses tempos difíceis. A nossa determinação é que o Ruraltins chegue até os rincões do Estado, e que nenhum assentamento ou quilombo fique de fora”, garante.

Nesta etapa, serão 1.822 famílias residentes em 41 comunidades quilombolas e assentamentos da região sudeste.

Por determinação do governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, equipes do Instituto de Desenvolvimento Rural (Ruraltins) deram início nesta quinta-feira, 11, a entrega de cestas básicas para comunidades quilombolas e assentamentos rurais da região sudeste do Estado.

A medida tem como objetivo amenizar os impactos causados pela pandemia do novo Coronavírus, além de garantir a segurança alimentar dos assentados e povos tradicionais.

Para o governador Mauro Carlesse, essa é mais uma ação de eficácia como enfrentamento à pandemia e que nesta fase irá beneficiar 1.822 famílias da região.

A caravana do Ruraltins é composta por 16 veículos grandes, que estão levando 25,5 toneladas de alimentos para a região sudeste. Todos os 41 quilombos e assentamentos serão atendidos nesta fase.

 

Cestas Básicas

Caravana do Ruraltins é composta por 16 veículos grandes, que estão levando 25,5 toneladas de alimentos para a região sudeste. Todos os 41 quilombos, assentamentos e torrões serão atendidos nesta fase- Foto: Governo do Tocantins;

Desde o mês de março, milhares de famílias residentes em área urbana e rural foram atendidas pelo Governo do Tocantins nos 139 municípios do Tocantins. A ação ocorre por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), em parceria com o Ruraltins e Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) junto aos Centros de Assistência Social (Cras).

Para atender às famílias residentes em propriedades rurais, o Governo do Tocantins já percorreu 142 mil quilômetros em mais de 270 quilombos, assentamentos e torrões da região do Bico do Papagaio, região sul do estado, Médio Araguaia e agora no sudeste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui