A partir de hoje, sexta-feira (17) quem for flagrado sem o material pode receber multa.

O uso de máscaras em locais públicos de Araguaína, no norte do Tocantins, passa a ser obrigatório nesta sexta-feira (17). A regra é para evitar a disseminação do novo coronavírus. A partir de agora, quem for flagrado descumprindo a determinação pode ser punido com multa de até R$ 100 ou até responder por crime.

O decreto municipal que o obriga o uso do equipamento de proteção individual foi publicado no último dia 6 e o prefeito Ronaldo Dimas (Podemos) usou uma rede social para anunciar a mudança.

Na manhã desta sexta já foi possível ver muitos moradores com máscaras na região central da cidade, alguns usando o material de forma errada. Para que haja proteção, a máscara deve cobrir todo o nariz e a boca. É que as gotículas de quem tem a Covid-19 podem transmitir a doença para outras pessoas e a barreira física evita o contágio.

A obrigatoriedade divide opiniões. Há quem concorde e quem só usa para não ser punido. Para que o decreto seja seguido rigorosamente, agentes de fiscalização do Município ficam nas ruas orientando a população.

O diretor do Departamento Municipal de Postura e Edificações de Araguaína, Nicácio Rodrigues, explica que antes que as multas sejam aplicadas haverá um trabalho de orientação. “Estaremos distribuindo [máscaras] principalmente aos idosos que estiverem em filas, em aglomerações, mercados. Se persistir aí a fiscalização vai ser mais rigorosa nesse sentido”, informou.

A recomendação de uso para toda a população foi feita pelo Ministério da Saúde. Os itens podem ser feitos de tecido, desde que sejam 100% de algodão, e com duas camadas. Em Araguaína, costureiras foram selecionadas para confeccionar máscaras para moradores carentes. O objetivo do Município é fabricar mais de 20 mil máscaras reutilizáveis, de 400 a 500 por dia.

O decreto municipal

O texto do decreto municipal estabelece que apenas as residências e locais onde somente uma pessoa utilize ou trabalhe não serão considerados ambientes públicos ou de livre acesso. Apenas nestes locais não será obrigatório o uso das máscaras.

De acordo com a Prefeitura de Araguaína, a multa para quem for flagrado sem o item será de R$ 50, sendo R$ 100 por reincidência. Se a pessoa for encontrada sem máscara em local público pela terceira vez, poderá responder por crime contra ordem e saúde pública.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui