Dependendo das expectativas depositadas na vida a dois, a pessoa fica mais vulnerável à ansiedade e depressão e pode ter até alterações metabólicas

A atriz Fernanda Souza, 35, e o cantor Thiaguinho, 36, anunciaram a separação na segunda-feira (14), após 8 anos e meio de união. Por meio das redes sociais, o ex-casal explicou o motivo: “Percebemos que nossa relação se transformou numa linda amizade”. E garantiu que seguirá unido “até depois do fim”.

De acordo com o psiquiatra Luiz Cuschnir, coordenador do Gender Group (grupo especializado em conflitos de relacionamento entre homem e mulher) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, o tempo de duração da relação não é fator determinante na reação que a pessoa terá diante do término. Isso depende mais das expectativas de cada um. “O que se deposita na relação e o autoconhecimento vão propiciar recursos para lidar com esse momento desequilibrador”, explica.

Leia também: Casal do taekwondo: é saudável namorar alguém da mesma equipe?

O especialista confirma que, dependendo das expectativas depositadas na vida a dois, os envolvidos ficam mais vulneráveis a distúrbios como ansiedade e depressão e diz que o término de um casamento ou de uma família organizada pode significar “um grande desastre” na vida de algumas pessoas.

Ele diz que, além de sintomas psicológicos, o término da relação pode causar sintomas físicos, como alterações metabólicas, e doenças com danos irreversíveis, consequência de momentos que causam uma dor emocional muito severa. “Uma pessoa que está destruindo áreas importantes da sua vida, seja familiar, profissional ou social, pode estar criando para si o pior. Nesse caso, a ajuda psicológica sempre a acompanhará e a protegerá disso”, ressalta.

Saiba mais: ‘Ter tudo’ não evita o risco de ter depressão, afirma psiquiatra

Entretanto, o psiquiatra esclarece que o histórico do relacionamento pode influenciar de maneira tanto positiva como negativa na reação do ex-casal. “Um histórico de respeito mútuo, verdadeiro, e não teatral, aliado a intimidade que acompanha de perto o que está acontecendo com os dois, pode propiciar reações maduras e conciliadoras”, explica.

Por outro lado, quando as vivências ao longo da união são negativas, ambos tendem a reprimir seus sentimentos, e isso pode ocasionar o que Cuschnir descreve como uma “avalanche que inunda e destrói a história de uma relação”.

Fernanda e Thiaguinho já afirmaram que continuarão amigos e que os fãs não devem estranhar se eles forem vistos juntos por aí. Segundo o especialista, esse é o melhor desfecho que pode acontecer, pois representa a validação de tudo o que viveram juntos. “Isso mostra o reconhecimento de que o tempo que conviveram deu um significado para a vida que cada um tem e teve”, analisa.

Leia também: Depressão será a doença mental mais incapacitante até 2020

O psiquiatra acrescenta que a exposição do término nas redes sociais e a reação dos fãs muitas vezes dificulta a elaboração dos sentimentos de cada um sobre a separação. “É importante que saibam que o que irão elaborar internamente só diz respeito a eles próprios e que não precisam da aprovação do público”, pondera.

Você cuida da sua saúde mental? Conheça os principais transtornos:

  por taboola Links patrocinados RECOMENDADAS PARA VOCÊRação Premier Fórmula Senior para Cães Adultos de Raças Grandes Sab…R$ 175,90 – petz.com.brO segredo para comprar na Netshoes que as pessoas não sabemCuponomiaVoos baratos de Maranhão a partir de R$ 167www.jetcost.com.brAproveite o frete grátis para Imperatriz e compre agora.ZenittiPlayvolume00:00/00:40R7 – NotíciasTruvidfullScreen

mais lidas


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui