Domingo, agosto 14, 2022

Falta de mão de obra qualificada afeta metade das indústrias do país

O setor industrial brasileiro enfrenta um paradoxo. Num país com 11,6 milhões de desempregados, metade das fábricas do país diz ter dificuldade para encontrar mão de obra qualificada. Os dados integram um estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgado nesta terça-feira (11).

Em 2011 e 2013, quando um levantamento similar foi realizado, 66% das empresas do setor industrial reclamavam de falta de trabalhadores qualificados.

“O dado da falta de mão de obra chama muito a atenção com esse nível de desemprego e com uma indústria patinando que não encontra um caminho de crescimento”, afirma o gerente-executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca.

Gargalo na indústria — Foto: Arte/G1

Gargalo na indústria — Foto: Arte/G1

A redução na fatia das fábricas que diz não encontrar mão de obra qualificada de 2011 para cá é explicada pela crise econômica, segundo a CNI. Com a recessão em 2015 e 2016 e a lenta da economia nos anos seguintes, muitas indústrias reduziram o quadro de funcionários e deixaram de contratar.

“Quando a economia voltar a crescer, a falta de mão de obra qualificada vai dificultar essa retomada. Vai dificultar a inovação dentro das empresas e ter um impacto na competitividade do setor, que já não é alta”, afirma Fonseca.

A pesquisa da CNI ainda apontou que as empresas têm dificuldade em encontrar mão de qualificada em todos os níveis, mas nos cargos de produção essa é barreira é maior.

Pelo levantamento, 96% das empresas reportaram dificuldade em contratar operadores qualificados, e 90% disseram que o maior desafio está em encontrar técnicos capacitados.

- Publicidade -- Publicidade -
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

POPULARES