Quinta-feira, agosto 11, 2022

Buracos causam prejuízos e atrapalham trânsito na BR-153 no sul do TO

Motoristas precisam interromper viagem para trocar pneus estourados por causa dos buracos. Situação fica ainda mais complicada porque nesse período fluxo na rodovia aumento em 30%.

Das rodovias federais que cortam o Tocantins, a BR-153 é a mais movimentada e nesse período do ano o fluxo de veículos aumenta cerca de 30%. Mas os buracos têm incomodado e causado prejuízos aos motoristas. Além disso, as condições da pista dificultam o tráfego e podem provocar acidentes.

O trecho da rodovia entre Aliança do Tocantins e Gurupi está cheio de buracos. Para fugir, alguns motoristas se arriscam ao trafegar na contramão.

Família precisa interromper viagem após pneu estourar na BR-153 — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Família precisa interromper viagem após pneu estourar na BR-153 — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Os perigos são dobrados para os motoristas que não conhecem a via. A família da consultora de vendas Edelaine Barros saiu de Goiânia e teve problemas ao passar pelo trecho. Precisou interromper a viagem para trocar um dos pneus.

“O pneu do meu carro bateu no buraco, eu não sabia se deixava cair ou se eu tirava. Mas de qualquer forma, iria dar na mesma coisa, mas graças a Deus foi só o pneu que estourou. Tem que ir com muito cuidado, com muita cautela porque realmente está difícil. Se de dia está assim, imagina à noite”.

Buracos causam prejuízos e atrapalham o tráfego na BR-153 no sul do Tocantins

Buracos causam prejuízos e atrapalham o tráfego na BR-153 no sul do Tocantins

Outro lado

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes informou que tinha até novembro uma empresa contratada para manutenção e restauração deste segmento da BR-153/TO, mas ela não estava desenvolvendo os serviços conforme o esperado, razão pela qual o DNIT abriu processo de apuração de responsabilidade em desfavor dessa empresa e está tomando as providências para rescisão unilateral desse contrato de prestação de serviços de manutenção.

O DNIT disse também que contratou nova empresa para conservação deste segmento, que está tomando as providências cabíveis visando corrigir tal situação, de forma que a operação tapa buracos já começou, o que pode ser verificado “in loco”.

- Publicidade -- Publicidade -
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

POPULARES